Rate this post

O design arquitetônico passivo é aquele que aproveita o próprio clima para manter uma faixa de temperatura confortável em casa, reduzindo ou eliminando a necessidade de aquecimento ou resfriamento auxiliar.
As estratégias de design passivo são decididas com base no clima local, principalmente temperatura e umidade. Os gélidos invernos da Escócia exigem estratégias de aquecimento passivas, enquanto os tórridos verões de Dubai exigem estratégias de resfriamento passivas. Em países como o Brasil, algumas regiões precisam de estratégias de aquecimento; outras, de resfriamento. A seguir, algumas, entre as inúmeras estratégias de design arquitetônico passivo, que garantem conforto térmico aos ocupantes das edificações durante todo o ano:
Orientação — refere-se à maneira como é posicionada a construção, para aproveitar as vantagens das características climáticas, como o sol e as brisas refrescantes. Uma boa orientação reduz a necessidade de aquecimento e resfriamento auxiliares e melhora o posicionamento dos painéis para energia solar fotovoltaica; Sombreamento — reduz as temperaturas do verão, melhora o conforto e economiza energia. Um sombreamento eficaz (beirais, toldos, venezianas, pérgulas e vegetação) pode bloquear até 90% desse calor; Massa térmica — é a capacidade de um material de absorver e armazenar energia térmica. Concreto, tijolos e telhas têm alta capacidade de armazenamento de calor; materiais leves, como madeira, têm baixa massa térmica. Materiais com alta massa térmica podem economizar significativamente nas contas de aquecimento e resfriamento. A massa térmica, porém, deve ser usada de forma apropriada, pois o uso inadequado pode agravar os extremos do clima, irradiando calor em uma noite quente de verão ou absorvendo todo o calor produzido em uma noite de inverno; Vidraças — janelas e portas envidraçadas trazem luz e ar fresco e oferecem vistas que conectam os espaços internos ao ar livre; Claraboias — podem dar uma contribuição importante para a eficiência energética e o conforto. São uma excelente fonte de luz natural, permitindo três vezes mais luz do que uma janela vertical do mesmo tamanho, e podem melhorar a ventilação natural. Contudo, podem ser uma fonte importante de ganho de calor indesejado no verão e perda de calor no inverno.
Prestar atenção aos princípios de um bom design arquitetônico passivo efetivamente proporciona conforto térmico, baixas contas de aquecimento e resfriamento e reduz emissões de gases de efeito estufa durante a vida útil da edificação. Em tempos de escassez de recursos hídricos e possibilidade de racionamento energético, nada mais propício.